73012700_2405966202986493_75535630808740

yoga contempor​âneo

September 13, 2018

Quando Karl Marx, Friedrich Nietzsche e Sigmund Freud condenaram o cristianismo como alienação, escravidão e ilusão para as pessoas, estavam, antes de clivar uma religião, criando - cada um à sua maneira - uma nova “narrativa explicativa de mundo”.

.

Todos eles, assim, desenvolveram as suas próprias “Igrejas”, por assim dizer: Sociedade sem classes, Super-homem e a Psicanálise, são cosmologias que produzem muitos discípulos ainda, muito mais do que pensadores. Todavia, a ruptura hegemônica de uma única versão da Verdade (a religião católica, sobretudo, que Marx, Freud e Nietzsche criticaram) induziram transformações sociais, econômicas importantes, mas não acabaram com a religião, pelo contrário, produziram novas. Após eles (e claro que há muitos outros pensadores importantes antes e depois destes), houve um descrédito (e até certa ojeriza) às religiões dominantes. Se instaura na Europa da virada do século XIX-XX, um processo de ruptura sistemática de qualquer aproximação do Estado com...

January 13, 2018

Sou um Guardador de rebanhos

Sou um Guardador de rebanhos

E os meus pensamentos são todos sensações.
                  Penso com os olhos e com os ouvidos
                  E com as mãos e os pés
                  E com o nariz e a boca.

                  Pensar numa flor é vê-la e cheirá-la
                  E comer um fruto é saber-lhe o sentido.

                  Por isso quando num dia de calor
                  Me sinto triste de gozá-lo tanto,...

October 13, 2017

           

O que são os yogis no Brasil, profissionalmente falando? Professores, terapeutas ou guias espirituais? São estas, perguntas legítimas de se fazer. E ela não é retórica; há realmente uma vácuo, um silêncio sobre o assunto. A resposta em geral é vaga, pois demonstra que não sabem ou pior, temem saber. Bem, vamos buscar dialogar sobre a questão nas próximas linhas.

Se o yogi for, profissionalmente categorizado como professor, ele ensina o quê especificamente? Uma filosofia prática que visa dar sentido a vida das pessoas com a promessa de uma vida boa por meio de um ritual corporal e uma filosofia indiana? Essa é a resposta que um bom professor (ou aluno antigo) lhe responde de bate-pronto. Mas depois de 5 segundos de reflexão, você percebe o quão vasta ela se torna. Uma prática regular de yoga, aquela que você paga 150-400,00/mês por 2-3x/sem envolve 60-90% de posturas físicas e, se tiver sorte, 10% entre relaxamento e meditação...

November 13, 2016

Introdução

O Yoga é um sistema de crenças vinculado em sua origem ao Hinduísmo, mas também por alquimistas muçulmanos, tântricos, budistas, samkhystas, nathas e outras religiões. Um congresso de medicina com temas como yoga, reiki e daime por exemplo, é bastante controverso, sobretudo pois muitos cientistas realmente acreditam conseguir investigar os resultados de suas pesquisas sem precisar levar em consideração os complexos sistemas de crenças das práticas ou “técnicas” que tomam emprestado de um complexo cultural. 

           

Parece-me a primeira vista, que o Yoga no Brasil ainda não foi totalmente “desencantado” e ainda se vê envolto entre o místico e o científico. Digo de partida que considero (e há sempre um misto de assombro e indignação quando me expresso assim entre colegas yogis e acadêmicos) o Yoga moderno como uma religião não institucional já desvinculado do Hinduísmo. No entanto (e agora para a minha surpresa), nunca há nenh...

September 13, 2016

A fase moderna do ioga está sendo erigida por influência de um novo contexto social-religioso do que os tempos indianos. Atualmente, muito mais do que brâmanes e swamis, o ioga busca a sua legitimidade como caminho espiritual sob a égide da racionalidade científica e de novos movimentos religiosos ocidentais. Nesse processo, o ioga ressignifica a sua linguagem mística hinduísta, para um público que enfrenta os desafios estressantes de se viver nos grandes centros urbanos, sobretudo, uma sociedade do consumo, secular e privatizada religiosamente.

Sabe-se que nos tempos atuais o ioga ressignifica a sua fisiologia metafísica à luz da ciência biomedica e a teoria dos klesas (apego, aversão, medo da morte e orgulho), como causa do mal no ioga, pode estar passando por uma reforma religiosa. Após entrevistar dez iogues e três cientistas brasileiros que investigam o sistema de atos ioguicos como terapia e cura, percebo uma clivagem no ioga do brasileiro, entre pertencer a uma terapêutica Nova E...

August 13, 2016

Sob o ponto de vista da biologia o ser humano parece sempre buscar sentido para as coisas. Assim, o corpo não é apenas o local donde a razão, a mente e a "alma moral" ou "perene" se desenvolvem (ou vivem) de forma separadas. A mente, a alma e/ou o espirito, para a biologia, se é que existem, advém do contato do nosso corpo com o mundo que nos rodeia, ela não são dadas a priori (Lakoff & Johnson).

Antes, nas sociedades arcaicas, segundo Durkheim, as explicações criadas pelos seres humanos subsistiam tendo a religião como amálgama para dar ordem ao caos da realidade ambivalente do mundo. Hoje, nos tempos modernos, a secularização destituiu, para muitos (mas não todos, haja vista as diversas novas religiões que surgem a todo momento) a força integradora da religião que garantia a plausibilidade do mundo de outrora. Assim, ao mesmo tempo em que a religião perde a sua força integradora da sociedade como Durkheim descreveu (veja Peter Berger e Luckman em A realidade social da realidade), aum...

May 13, 2016

O Gheranda Samhita (GS) é um manual do Hatha-Yoga (HY), provavelmente do séc.XVII, aproximadamente quatrocentos anos após o Hatha-Yoga Pradipika (HYP), e é composto por 351 estrofes distribuídas em sete capítulos ou lições. É justamente neste texto que os kriyas (ou limpeza transfisiológicas do ioga) ganham uma dimensão que antes não havia conhecido, comparado, por exemplo, aos Yoga Surtas (YS) e o próprio Hatha Yoga Pradipika (outra escritura medieval ioguica). É natural, portanto, que tenham surgido novas influências e interpretações ao longo dos seus ensinamentos, afinal o YS é datado do séc.II a.C. e a influência do islã, do budismo, do tantra e vedanta advaita se faz presente somente neste momento.

A doutrina apresentada no GS apresenta-se na forma de um diálogo entre o sábio Gheranda, de quem nada se conhece, e o seu discípulo Chanda-Kapali, nome que se refere também à religião dos nathas ou kamphata, tal como outras organizações religiosas deste período. Esta obra toma como mode...

April 13, 2016

 Artigo com base no texto de Gregorry Bassham[1]

Com sua colcha de retalhos de várias religiões e tradições espirituais, o filme The Matrix apresenta um pluralismo religioso que muitos de seus espectadores podem achar atraente - no caso do microuniverso do ioga especialmente. Não está claro se os irmãos Wachowski pretendiam endossar as várias idéias religiosas e filosóficas que eles apresentaram no filme. É mais provável que quisessem fazer um filme de ação intelectual que retratassem alguns mitos interessantes e relevantes. Contudo, como o tipo de pluralismo retratado pelo filme é tanto envolvente como atraente, vale a pena considerar se essa interpretação estaria correta.

As pesquisas de opinião mostram que as visões pluralistas de religião desfrutam de grande apoio hoje em dia, sobretudo pelo público Nova Era. Num recente levantamento, por exemplo, 62% dos adultos americanos concordaram com a afirmação: “Não importa que fé religiosa você segue, porque todas ensinam lições semelha...

March 13, 2016

Soteriologia é um palavrão da filosofia que significa uma área que investiga a salvação humana. E cada religião ou tradição espiritual construiu a sua. Vejamos a do Yoga em linhas gerais, lembrando que de forma alguma julgo ser essa a proposta definitiva (muito menos os conceitos em sânscrito), pois como sabemos cada praticante ou yogue tem a liberdade de edificar a sua, mas isso não impede que possamos traçar um "plano geral" para quem inicia a sua história no vasto universo do Yoga.

O Yoga acredita que o contato dos nossos sentidos (indriyas) com o mundo (bhutas) produzem turbulências (vrittis) em nossa mente (citta). A mente afetada por essas turbulências pode nos levar inconscientemente a ficar presos a um apego excessivo ao que nos gera prazer, aversão a tudo e a todos que nos causam dor, um medo da vida e da morte (a única certeza absoluta que possuímos) e um sentimento egóico, de sermos os "últimos do pacote". Segundo o Yoga esses são os klesas, as causas da nossa ignorância, dor...

February 13, 2016

Há muitos pesquisadores, mestres e estudiosos sobre o ioga no Brasil sobretudo, que são ao mesmo tempo, devotos de uma linhagem espiritual/religiosa e acadêmicos. O interessante é que nos trabalhos publicados por eles (ou seus discípulos/alunos), estes não conseguem tomar uma atitude imparcial sobre os seus objetos de estudo, e saem publicando verdadeiras obras apologéticas. Parece não haver nenhuma crítica ao ioga, e o pior, utilizam-se sempre das mesmas referências bibliográficas: Mircea Eliade, Henrich Zimmer e Georg Feuerstein e dezenas de artigos da ciência biológica, sem nenhuma ligação com a espiritualidade humana. O resultado disso? A transformação de uma religiosidade em terapia que cura-tudo e a estagnação de uma discussão acadêmica amadurecida sobre a filosofia, a sociologia, a antropologia, a psicologia e demais ciencias engajadas em investigar o ioga. 

Qual o interesse desse comportamento? Ingenuidade (deles e de quem os lê devotamente) e/ou o acúmulo de capital no campo re...

January 24, 2016

Pra começo de conversa

Nós, seres humanos, erigimos alguns campos de conhecimento que se revezam em qual propõe com maior ou menor veracidade a realidade em que vivemos. A religião é uma delas, e até meados de 1900, por exemplo, a perspectiva católica de mundo ditava as regras no Brasil do que era moral e ético. Não é incomum ainda hoje testemunharmos famílias encomendarem rituais cristãos de batismo e crisma, concomitantemente, aos serviços mágicos das benzedeiras - com seus ramos de arruda e rezas murmurantes – na quebra de mau-olhado e espinhela caída. Dessa forma, não é imprudente expandirmos um pouco o nosso conhecimento sobre conceitos como religião, religiosidade e espiritualidade.

Uma outra versão da história

Eu me lembro a primeira vez que tomei em minhas mãos o livro de Euclides da Cunha, Os Sertões. Eu tinha 15 anos quando a professora informou à classe que esse livro “cairia na prova”. Que tormento foi seguir linha por linha aquela descrição infinita, primeiro da geografia do...

January 10, 2016

Resumo

O Ioga como conhecemos hoje sofreu encontros e desafios que obrigaram aos iogues do início do séc. XIX na Índia a se ajustarem às novas racionalidades que surgiam, sobretudo no seu contato com a ciência moderna ocidental. A fisiologia, a neurociência e a biomedicina trouxeram soluções que antes eram monopólio exclusivo da fisiologia sutil, mágica ou espiritual ioguica surgida entre os séculos II a.C. e XIV d.C. O Ioga moderno e a sua prática incorporada ao ritmo das grandes cidades de consumo e em contato com a ciência ocidental conquistou novos adeptos, mas parece ter direcionado o seu caminho de salvação na busca por uma espécie de cura espiritual pelo relaxamento, o que ao mesmo tempo em que desencantou a sua prática para alguns, transformando-a em técnica terapêutica secular, para tantos outros a elevou ao nível de “científica” uma religião mística. Demonstro o caminho histórico-social que acarretaram essas mudanças e os iogues que ressignificaram o Ioga que conhecemos hoje. 

...

January 3, 2016

Introdução

Nós não somos uma folha em branco a ser preenchida pela sociedade em que nascemos ou estejamos inseridos. Por mais que o meio nos transforme constantemente possuímos prédisposições inatas, herdadas geneticamente pela evolução da nossa espécie que igualmente atuam na composição do seu comportamento. Assim, muito do saber da espécie humana advém do meio social, mas também da sua biologia (PINEL, 2005; KANDEL et.al., 2003). Com isso, não pretende-se aqui reduzir um dado comportamento humano, como o religioso, a meros dados estatísticos neurofisiológicos, genéticos ou hormonais. O emprego do corpo neste pequeno ensaio estará longe do conceito dual mente-corpo ou de um cérebro atado a um tubo digestivo, pois o corpo interagindo com o mundo contribui na formação de quem somos. Assim, investigar o corpo é também pensar sobre o ser (LAKOFF, G. & JOHNSON, M. 1999).

Nós não habitamos um corpo, nós (também) somos um corpo        

O corpo humano quando...

December 27, 2015

 

Não é tarefa fácil traçar um panorama histórico e social do ioga na América Latina. Os trabalhos são escassos e o ioga ainda é pouco compreendido como uma denominação religiosa, onde as suas diversas escolas e tradições são ainda investigadas como “novos movimentos religiosos” e sem pertenças únicas e independentes. O caráter mais terapêutico das práticas ioguicas, por outro lado, recebem um apelo maior do meio acadêmico. No entanto, para um praticante do ioga e cientista da religião já é bem documentado o ioga como fenômeno religioso autônomo (DEMICHELIS, 2004; JAIN, 2014).

 

O ioga no seu encontro com o mundo ocidental sofre modificações, sobretudo da teosofia, da educação física, da biomedicina e da economia capitalista de consumo (SINGLETON, 2005). Isso fez com que emergisse um ioga moderno (DEMICHELIS, 2004) como uma prática religiosa do corpo (JAIN, 2014). O meu desafio, no entanto, está em construir não somente a origem do ioga em países latino-americanos, mas demonstrar que, ao...

December 13, 2015

 

 

 

 

A fisiologia humana ocidental como se entende aqui e referida algumas vezes como “padrão” ou “orgânica”, é uma ciência que estuda e integra funcionalmente o corpo humano nos seus mais diversos sistemas (bioquímicos, neuromusculares, endócrinos, cardiorrespiratórios, imunológicos e neurofisiológicos) (McARDLE; KATCH & KATCH, 2003, p.xv-lix). A corporeidade que se refere a como o corpo e as práticas religiosas podem ser investigadas por meio da fisiologia, estabelecerá o meio como este complexo psicofisiológico mente-corpo-alma interage dinamicamente com o meio sócio-político-cultural e religioso em que vive, participando ativamente na formação do pensamento humano[1].

   

Os estudos sobre a corporeidade e a filosofia do corpo ganharam notoriedade por meio das pesquisas cognitivas e neurocientíficas, sobretudo alicerçaram o entendimento conceitual e não apenas orgânico das investigações fisiológicas. Para o linguista da Universidade de Califórnia, Berkeley, George Lakoff e o...

Please reload

Captura_de_Tela_2019-12-02_às_18.30.48.p